quarta-feira, 6 de julho de 2011

DOIS IRMÃOZINHOS LINDOS PARA ADOÇÃO!!!

Amigos essas duas fofuras estão dormindo numa casa vazia na Rua Dr. Roberto Tarlé, 97 Bairro Pirituba, São Paulo, que pode ser vendida ou alugada a qualquer momento!! Os vizinhos estão ajudando a cuidar deles, inclusive, o pretinho, que é macho foi castrado ontem. Em breve, a fêmea também será castrada, talvez, na semana que vem.
Eles vivem juntinhos, e o ideal seria que fossem adotados pela mesma pessoa. São de porte pequeno, e tem por volta de um aninho...a branquinha é fêmea.
Ah...os dois tem um olhinho de cada cor, como vocês podem ver na foto. Quem tiver interesse, por favor, me escreva, que passo os contatos de quem está cuidando deles!
Ajudem a divulgar. Está muito frio, e eles precisam de um canto quentinho para morar!!




quinta-feira, 30 de junho de 2011

4ª FEIRA DE ADOÇÃO DE CÃES E GATOS

A FEIRA OCORRERÁ NO DIA 02/07/11, DAS 14H ÀS 18H. COMPAREÇAM, DIVULGUEM, COMPARTILHEM E ADOTEM!!

TODOS ESTES LINDOS ESTÃO PARA ADOÇÃO!








quarta-feira, 29 de junho de 2011

HOTEL E ESCOLA DE ADESTRAMENTO THOR E TINA

Polar, na aula de adestramento com o Jaques


Costelinha, no seu horário de passeio no hotel 


Jaques, adestrador profissional

Fazendo festinha

cheirando tudo

muito cansado de tanto correr


descansando antes de voltar para o canil



Pessoal, o Jaques, adestrador profissional, tem um hotel e escola de adestramento, que fica na Rua Canuto Boreli, 210, próximo do shopping Interlagos. Os cães (Polar e Costela), como são de rua, apresentavam alguns vícios de comportamento, e o Jaques foi o único que aceitou acolher os dois. Cheguei a falar com algumas protetoras, e, mesmo pagando mensalidade de hotel, nenhuma delas aceitou.
O Jaques, que está acostumado a lidar com adestramento, disse que vai aclamar os cães, adestrá-los, para que posssam ser adotados.
Lá, ele ministra aulas de adestramento e também tem hotelzinho. Estas fotos são todas de lá.
Seguem os telefones para contato: 5612 2957 e 95017770

BIA E CLARA FORAM ADOTADAS HOJE!

Bia
Clara

terça-feira, 28 de junho de 2011

CAMPANHA PARA DOAÇÃO DESTAS CINCO FÊMEAS FILHOTES

Estamos nos esforçando para doar estas meninas filhotes. Duas delas, a Eleonora e a Beyoncé já estão há bastante tempo conosco. São filhotes, lindas, meigas, brincalhonas e amorosas, mas ainda não tiveram a sorte de encontrar um dono. As outras 3, a Bia, a Bela e a Clara estão com 2 meses e meio agora. São umas graças e foram as que ficaram, numa ninhada de doze (são filhas da Mel, cuja história está neste blog). Peço a ajuda de vocês para divulgar estas meninas que, assim como todos os outros bichinhos que já foram adotados neste blog, também merecem encontrar uma casa para morar. Se puderem, compartilhem em seu facebook, orkut, twitter e afins. Obrigada.

Eleonora

Beyoncé


Bela


Bia


Clara


segunda-feira, 20 de junho de 2011

POLAR, MAIS UM CÃOZINHO PARA ADOÇÃO.

Este é o Polar! Foi encontrado na Al. dos Uapés, no Planalto Paulista. Uma senhora o acolheu provisoriamente, mas como em todo lugar, sempre tem alguém que reclama da presença de animais, por isso, ele precisa achar um lar definitivo. Deve ter por volta de um ano, é bonzinho, gosta de brincar e uma amiga está tentado castrá-lo para doá-lo já castrado. Quem se interessar por ele, peço que entrem em contato, ou por mensagem no blog, ou no meu e-mail: bia.salles@terra.com.br. NA quarta-feira, dia 22/06, o Polar foi levado para um hotel escola de adestramento, pois quem o acolheu não podia mais ficar com ele...Este é o site de onde ele está. è no canil escola Thor e Tina: http://cidadesaopaulo.olx.com.br/canil-escola-thor-tina-iid-82763824
Obrigada.




quinta-feira, 16 de junho de 2011

COSTELINHA SERÁ ADESTRADO...QUEM ADOTÁ-LO VAI TER UM CÃO COMPLETO

Hoje tive uma boa notícia! A passeadora do Costelinha, a Beth, que já falei dela antes aqui no blog, está trabalhando com um colega adestrador, o Leandro. Ele aceitou adestrar o Costela. A Fúlvia, que me ajuda nos gastos com a manutenção dele, foi quem conseguiu a negociação!

Costela, você vai ficar ótimo! Já está ficando, agora então.....quem te adotar, terá um cão castrado, vacinado, vermifugado e adestrado!!


quarta-feira, 15 de junho de 2011

COSTELINHA, CADA VEZ MELHOR

video
Hoje faz dois meses que o Costelinha foi recolhido das ruas. Ele estava muito magro, e era um pouco agressivo, desconfiado. Dou toda razão a ele, pois com certeza, conheceu a crueldade do mundo nas ruas. Hoje, gravei ele brincando com uma fêmea, que também vive na clínica onde ele está, até ser adotado! Ele adora brincar....no vídeo, ele é o mais claro! Já está castrado, vacinado e vermifugado, quem se interessar, pode ligar na clínica para conhecê-lo! tel: 5583 1087 e 2389 3031

PARA ADOÇÃO!! TRÊS MENINAS FILHOTES E UM MACHO ADULTO

Pessoal, estes focinhos carentes precisam achar um lar!!São três fêmeas filhotes, com dois meses, e um macho adulto. Quem quiser adotar pode entrar em contato comigo (Beatriz) pelo meu e-mail: bia.salles@terra.com.br, que passo mais informações
Bela

Bia

Clara

Costelinha

sexta-feira, 3 de junho de 2011

BICHINHOS DISPONÍVEIS PARA ADOÇÃO AMANHÃ - FEIRA 04/06

Eleonora

Beyoncé

Nanny, a Fêmea da esquerda

tigrinho

café

Bia

Clara

Bela

Costelinha - macho

COSTELA MELHORA SEU COMPORTAMENTO DIA-A-DIA

Há alguns dias atrás, postei uma reportagem sobre cães agressivos por medo(consultada no site: http://www.dogtimes.com.br/), e disse que era o caso do Costelinha....pois bem, com muita calma e firmeza, eu e a Beth (uma amiga e passeadora de cães) estamos trabalhando este medo que o Costelinha apresenta. Não preciso dizer que ele é extremamente inteligente, afinal é um SRD (sem raça definida), ou como preferem alguns, um autêntico vira-latas! Assim sendo, rapidamente ele vem melhorando em seu comportamento agressivo! Já percebeu que nem todo cão ou ser humano, necessariamente farão mal a ele. Desta forma, ele já não avança mais na maioria das pessoas, e em muitos dos cães que encontra durante seu passeio!!

Fico muito feliz com isso, porque com ele mais calmo, sua adoção fica mais fácil e a probabilidade de rejeição por parte do adotante, mais remota. Não devemos esquecer que ele já foi adotado e devolvido uma vez. Não culpo o Costelinha por este acontecimento, mas sim seu adotante, que não entendia NADA de cães e queria apenas um cão bravo em seu quintal...Sorte do Costela, que foi devolvido e agora está sendo reabilitado.

Bom gente, esta foto é de hoje, no passeio com Costela, ele adora tomar um solzinho....

Obrigada Beth, que passeia com ele, e Fúlvia, que contratou a Beth para isso!!! Obrigada por acreditarem na reabilitação do Costela! Sei que é questão de tempo e não vamos desistir não é meninas?

quarta-feira, 1 de junho de 2011

AS TRÊS FÊMEAS FILHOTES - LARA, CRISTAL E ESTRELINHA JÁ FORAM ADOTADAS

Valeu a campanha...estas três lindas fêmeas foram adotadas, e por pessoas da mesma família, que são vizinhas, portanto, elas estarão sempre juntinhas!! Boa sorte meninas! Vocês são lindas!

3ª FEIRA DE ADOÇÃO - SÁBADO - 04/06

SÓ RESTAM MAIS TRÊS FILHOTES DA MEL, A ELEONORA E A BEYONCÉ (também filhotes)

temos alguns gatinhos e o Costelinha que já é adulto. Compareçam...A feira de adoção será neste sábado, a partir das 10h!!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

CÃES AGRESSIVOS POR MEDO - CASO DO COSTELINHA

O cão late/rosna/quer avançar em todos os cães(e/ou pessoas) que cruzamos na rua:
Este é o típico caso de um cão que, por não ter sido socializado, e não está acostumado a ter contato com outros cães.  Com isso,  ele vê nesses cães da rua sempre uma situação potencialmente perigosa, por isso age agressivamente.  A solução aqui é trabalhar melhor esta socialização, colocando este cão em contato com outros cães de forma gradual e controlada.  O ideal aqui também é começara colocá-lo em contato com cães mais dóceis, para que ele gradativamente vá se acostumando com este contato.  Também não se pode esquecer que o papel do proprietário aqui também é fundamental! Se o proprietário fica tenso ao ver outro cão na rua, já prevendo o comportamento de seu cão, o cão entende com isso que tal contato é de fato perigoso.  O que só piora a situação.  O ideal é que este dono seja muito firme, e não permita este tipo de reação do cão.  Assim que o cão se mostrar mais aflito, este dono deve dar um tranco na guia e dizer NÃO!  Se este dono não tem uma liderança firme, ou ainda não consegue controlar seu cão por este ser muito forte, o ideal é usar a coleira Gentle Leader, que faz com que seja muito mais fácil lidar com este tipo de situação, sem que o dono precise fazer muita força ou mesmo gritar na rua.
O cão reagir agressivamente frente a outras pessoas também é uma ocorrência comum, mas muitas vezes encarada como menos indesejável pelos donos.  Isso ocorre pelo fato deste dono confundir este tipo de reação com valentia. Isso não é sinal de valentia, e sim de medo. A matéria sobre agressividade canina e a sobre Cães de Guarda explica mais detalhadamente a diferença entre as duas.

Ele quer correr atrás de todas as motos que passam ao nosso lado
Isso é somente o instinto dele de caçador agindo!  Os cães costumam ter o ato reflexo de correr atrás de tudo o que passa em velocidade na sua frente, e em muitas situações quando o que ele persegue para repentinamente, ele também para.
Logicamente isso também pode ser uma reação agressiva a algo que o assusta.
De um jeito, ou de outro a solução é a mesma: dar o tranco na guia; dizer NÃO, e colocá-lo novamente ao seu lado.  Assim que ele se acalmar deve ser elogiado e acariciado

Sempre que pensamos num cão medroso, nos vem logo à cabeça a imagem do cão submisso, aquele que (literalmente) põe o rabo entre as pernas, e que nem mesmo tem coragem de nos encarar sem se molhar inteiro. Este, no entanto, é só um estereótipo de uma das formas do cão medroso agir. Há muitos cães medrosos que agem de maneira bastante agressiva às situações que o assustam, e que, no entanto, raramente são diagnosticados como tal pelos donos. Na cabeça da grande maioria das pessoas a agressividade está ligada (quase que unicamente) à valentia. Porém, muitas vezes teremos atrás desta agressividade um enorme medo do desconhecido.Tudo começa na primeira vez em que o filhote, amedrontado, reage agressivamente, e tem êxito ao afastar o alvo do seu medo, que pode ser outro cão, uma criança, ou mesmo seu próprio dono. Neste momento ele aprendeu que sempre que ele enfrentar uma situação que lhe causa medo ele pode agir de forma agressiva, pois o "perigo" acabará. A palavra "perigo" neste caso é bem própria, pois o cão medroso associa todas as situações desconhecidas como um perigo real. Ele não sabe discernir. E, para piorar um pouco mais as coisas, raro é o proprietário que sabe lidar com este tipo de situação.Como identificar o filhote medroso:Filhotes que mostram um medo exagerado de situações novas a ele.
Qualquer atitude mais rude pode detonar uma atitude típica de submissão: se agachar; fazer xixi de medo; virar de barriga para cima; etc.
Qualquer movimento que você faz com a mão, ele já se abaixa, como se tivesse medo de apanhar.
Filhotes que se arrepiam (na parte de trás da nuca) sempre que cruzam com outros cães.
Filhotes que se assustam facilmente.
Filhotes que não são capazes nos encarar, eles sempre desviam o olhar.
Filhotes que reagem agressivamente ao se deparar com tipos humanos diferentes dos quais ele esteja a costumado. Estas diferenças podem ser relativas à idade, sexo, cor, raça, etc.
Enfim, toda a questão do medo mora na incapacidade deste filhote de lidar com situações fora do comum (para ele). O novo o assusta.Porque é tão difícil que o proprietário identifique seu cão como medroso?É uma questão de conceitos erroneamente pré-definidos:Cães são sempre valentes;
Agressividade é uma reação esperada (e muito bem aceita) vinda de um filhote de cão de guarda;
Agressividade é sinal de valentia;
Filhotes que têm a iniciativa do ataque são cães de guarda ideais;
Medo é sinal de covardia;
Por conta deste conceitos errados, as ações inadequadas desses filhotes são consideradas normais, ou até mesmo desejáveis. Então temos um filhote que age agressivamente, sem ter qualquer aptidão para avaliar a real periculosidade da situação, e que não só não é repreendido, como muitas vezes é incentivado a agir desta forma pelo próprio dono. Afinal isto mostra como seu cão é valente!Este proprietário, na verdade, acaba de premiar uma ação totalmente errada: o cão julgou sozinho tal situação; tomou atitudes violentas para combatê-las, e foi recompensado pelo dono.Este cão é um GRANDE candidato a cometer atrocidades: age violentamente a qualquer situação que o assuste, e jamais confiará em seu líder. Ou seja: ninguém conseguirá brecá-lo se ele resolver atacar!Como lidar com este cão:Tudo pode ser bastante simples se este cão for diagnosticado a tempo. Então o proprietário pode fazer um trabalho que aumente a auto-confiança deste cão; mostrando que nem tudo o que é desconhecido é perigoso.O cão medroso, seja ele agressivo ou submisso, deve ser tratado com muita delicadeza, sem, no entanto, ser mimado. Seu dono deve saber ampará-lo de forma a fazer com que ele se sinta absolutamente seguro ao seu lado. Isto inclui um bom trabalho de socialização deste cão, e um constante reforço de que ele possui um líder que pode protegê-lo, e é capaz de identificar um perigo potencial. Em outras palavras: cães medrosos precisam de donos muito presentes e que mostrem sua liderança de forma incontestável. MATÉRIA CONSULTADA NO SITE:

quinta-feira, 19 de maio de 2011

CAMPANHA PARA ADOÇÃO DO COSTELINHA! JÁ CASTRADO E VACINADO

 





·         Gente, este cão precisa de ajuda...ele está na clínica da Dra. Inês, mas precisa de um lar!!! Ele é um pouco arisco, pois certamente sofreu nas ruas. Por isso, às vezes ele se assusta com as pessoas, e acaba rosnando para algumas, mas se você lhe der atenção e carinho, ele é capaz de desenvolver laço  afetivo...Ele se deita aos meus pés, encosta em mim, acho que sabe que fui eu quem o tirou das ruas e também quem o leva para passear quando é possível. Ele foi adotado no domingo, e devolvido na quarta (sofreu mais uma rejeição). A pessoa que o pegou queria um cachorro bravo para ficar no quintal, mas não deu a ele a atenção que precisava, então ele ficou arisco e rosnou para essa pessoa, que não teve paciência de desenvolver com ele um laço de confiança! Precisamos de alguém que REALMENTE GOSTE DE CÃES e saiba lidar com eles! Quem puder adotá-lo, por favor entre em contao comigoafetivo. Ele se deita aos meus pés, pedindo carinho. Acho que ele sabe quem fui eu quem o tirou das ruas, e o levo para passear quando é possível. Ele foi adotado no domingo, e devolvido na quarta-feira (sofreu mais uma rejeição). A pessoa que o pegou queria um cachorro bravo para ficar no quintal, mas não deu a ele a atenção que precisava, então ficou arisco e rosnou para essa pessoa, que não teve paciência de desenvolver com ele um laço de confiança! Precisamos de alguém que REALMENTE GOSTE DE CÃES e saiba lidar com eles. Quem quiser adotá-lo pro favor ligue para aclínica:  2389 3031 ou 5583 1087.